Matrimônio X Casamento

Tem gente que pensa que é tudo a mesma coisa, mas não é não!

Para começar, o matrimônio foi criado por Deus e nasceu juntinho com o homem e a mulher “Não é bom que o homem esteja só, vou dar-lhe uma auxiliar que lhe corresponda”. “Então o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher e os dois serão uma só carne”. A criação é de Deus! Foi ele quem viu que o homem era só, que precisava de uma companheira ‘correspondente’, foi ele quem pôs a lei natural dentro do homem e da mulher, na qual por sua união, tão forte que os torna uma só carne, Ele, Deus, pudesse assim continuar criando através do Homem e da Mulher, mais seres humanos, à sua imagem e semelhança. Pra completar, como se não bastasse, Jesus veio e declarou: “O que Deus uniu, o homem não separe”. Porque? Porque o matrimônio é a imagem do amor de Cristo pela Igreja: Indissolúvel!

destaque_matrimonio

“Maridos, amai vossas esposas como cristo amou a Igreja e se entregou por ela”. É só um resumo… Por que o matrimônio não se resume a isso somente.

Há um juramento que um conjuje profere ao outro na presença de um ministro de Deus (o padre), na presença da família, na presença de testemunhas escolhidas ‘a dedo’ (os padrinhos). Juram fidelidade um ao outro, na alegria, na tristeza, na saúde, na doença, juram amor, respeito, todos os dias de suas vidas… Prometem ainda educar os filhos na fé católica (digo aqui católica porque não sei como é o culto protestante), em fim…

E o que muda depois deste consentimento: TUDO! A alma, o corpo, os sentimentos, os ideais, os sonhos, a vida dos dois agora está ligada pelo sangue de Cristo. Agora eles são inseparáveis (ainda que se separem). E um está responsável de levar o outro para o céu! É por isso que se seu namoro não tem respeito agora com seus dois, três, quatro anos juntos, como vai esperar que isso mude nos próximos 10, 20, 30 anos juntos?

alianças

É um engano comum em muitos casais que se separaram, sobretudo aqueles que não souberam se preparar para o matrimônio. se no tempo de namoro e noivado estes ponteiros da vida não são acertados satisfatoriamente, não pense que num passe de mágica a benção do seu Matrimônio irá resolver o mau humor de todas as manhãs que seu marido tem, ou a falação da noite que a sua esposa apronta… Para o matrimônio, é preciso fazer as contas e dar qualidade ao namoro. Qualidade moral, qualidade intelectual, qualidade afetiva, etc.

Acho que já deu pra notar que tipo de qualidade estou me referindo: Qualidade aplicada com virtudes (valores) de fidelidade, verdade, respeito, paciência, carinho, castidade! Porque se seu namorado não consegue namorar sem sexo, porque ficar sem sexo é muito difícil, onde ele encontrará sexo nos muitos dias em que você, esposa ficar impossibilitada? Não respondo, deixo pensar… Aliás, vale lembrar que a vida (que levamos) pode trazer muitas doenças e problemas inclusive sexuais para o homem e para a mulher, até mesmo criando uma impossibilidade permanente… Pensou? E se o foco do amor dos dois foi o belo corpo dele ou dela? O amor precisará achar seu espaço nos valores e nas virtudes antes da tristeza, da frustração, da depressão, da separação.

maos

Acho que não vai ter muito espeça para o casamento… O Matrimônio é grande demais! Também pudera: É no amor de Deus que são unidos os conjujes!

E o casamento o que é? É um contrato entre duas pessoas que querem morar juntas e assumir juridicamente a responsabilidade uma pela outra, e por seus filhos, e por seus bens… Isso é muito importante, é ter responsabilidade, é ter civismo! inclusive a Igreja exige (sobretudo por causa do despreparo e de má fé de muitos por ai) que para dar entrada nos papéis para o Matrimônio, haja antes o Casamento (civil), marcado. E o que muda no casamento civil: A responsabilidade jurídica, civil de um para com o outro e diante de toda uma nação,o estado civil é outro, o sobrenome de algumas mulheres muda e com isso o RG, em alguns casos há comunhão de bens, em fim… muda bastante coisa.

Tanto para quem se casa como para quem além de se casar contrai Matrimônio, a responsabilidade e a novidade de viver a dois é o que há de comum nas escolhas. São as responsabilidades com a casa, com as contas, com os filhos, um com o outros, é o lazer juntos, é a vida sexual sadia e exclusiva, são os desafios inesperados, as doenças, os acidentes, a conquista dos parentes, os limites de um e de outro… A lista é grande! Coisas maravilhosas e desafios enormes, esperam os dois pombinhos.

Uma palavra para os solteiros: prepare-se bem! Matrimônio é uma vocação. Mas como toda vocação tem dificuldades e alegrias (mais alegrias que dificuldades), tem leis naturais e leis humanas e exige que você dê TUDO o que é, sua vida. Aquele que quer se casar (na Igreja), precisa saber que casamento na igreja tem um nome mais nobre e mais cheio de significado “Matrimônio”. Quando o cristão diz que se casou ou que é casado, não está negando o matrimônio, mas ao pronunciar casamento dentro do redil do Senhor, ele sabe que sua união é indissolúvel por causa do sangue de Cristo, que antes o amou e também a sua esposa, e é por causa do amor de cristo que estão casados agora. “O amor de Cristo nos uniu” e “O que Deus uniu o homem não separe”.

Deus abençoe você.

Jarles Pereira, casado com Maria Rosangela desde 22/11/2008.

Estamos grávidos!!

Olhos nos Olhos

Anúncios

Planejando o seu bebê com o Método Billings

É maravilhoso contemplar as maravilhas de nosso Deus.

Olhando para nós mesmos podemos perceber quão grande amor reservou para aqueles que o temem.
Assim como diz o Salmista:

bebê+sorrindo

“Que maravilha meu Senhor sou eu”

Olhando para as mudanças do seu corpo, se conhecendo mais, louvando a Deus pela criação podemos perceber que Deus nos criou para o amor e que homem e mulher verdadeiramente se unem no Sacramento do Matrimônio para dar continuidade a esse projeto de amor.
O Método Billings do qual irei falar um pouco agora é um método científico que dá ao casal que quer construir uma família a garantia de melhor planejar o seu bebê, fruto do amor conjugal.

As perguntas mais comuns são:  Como perceber meu padrão básico de fertilidade ou infertilidade?

Cada mulher reconhecerá que tem seu próprio padrão, que é tão individual como ela é.

Esteja atenta para a mudança nas sensações e na aparência do muco.  Essas mudanças são indicadores vitais de alteração em sua fertilidade.

Quase todas as mulheres entendem rapidamente o padrão de sua fertilidade.   Uma instrutora esperimentada lhe assegurará que está interpretando seu registro corretamente .  As vezes, é também uma boa ajuda falar com outras mulheres  que estejam usando o método.  Durante o aprendizado é necessário evitar união íntima (qualquer contato genital) durante o primeiro mês da anotação.  Isso facilita a percepção e o bom entendimento do seu padrão de muco.  Isso porque a associação de fluido seminal com secreções vaginais no coito poderia confundi-la no seu aprendizado durante o período do conhecimento do seu padrão de muco.

Muco Fertil
Muco tipo fértil

O Padrão Básico de Infertilidade (dois tipos de ciclos, dentre tantos…)

Num tipo comum de ciclo, a sensação que você experimenta após o sangramento menstrual é secura.  Nenhum muco se vê e se sente (sempre fora da vagina, pois dentro da vagina é sempre úmido);  isto  se descreve como Padrão Básico de Infertilidade, tipo seco.

No outro tipo comum, não ocorrem dias secos após a menstruação.  O muco usualmente é espesso e em pequena  quantidade.  Pode produzir uma sensação de viscosidade.  E pode continuar dia após dia sem alteração.  Isto se descreve como Padrão Básico de Infertilidade , tipo mucoso.

Muco Infertil
Muco tipo infertil

No ciclo típico de 28 dias, o Padrão Básico de Infertilidade dura dois ou três dias após a menstruação.

Enquanto os dias secos podem ser determinados durante o primeiro mês de registro das observações, é possível que você precise de alguns ciclos para que possam interpretar com confiança o Padrão Básico de Infertilidade de muco e o ponto de mudança para muco de tipo fértil.

É por isso que é importante anotar todos dias o que você sente e o que você vê, sendo fidelíssima as suas anotações e partilhando sempre com o seu cônjuge ambos crescerão muito no auto conhecimento de si mesmos, no carinho, na amizade e na harmonia conjugal. E saberão exatamente a hora da chegada desse fruto que é o seu bebê.

Fiz questão de escrever na íntegra alguns trechos do Livro que , novamente indico aos casais de noivos e casados (O Método Billings).  Que bom seria se todos lessem…

Até a próxima!

Maria Rosângela

Novidade: Baixe

Apostila simplificada do Método Billings

Comunidade Canção Nova.