Vale Night…O suicídio do amor!

Impressionante!

Se uma traição de namorados já não é coisa boa, imagine se for o seu conjuge?

Mas graças à banda Asa de Águia, com concentimento do cônjuge ou namorado, por uma noite você pode “ficar solteiro” e pegar todas (os).

Fico imaginando que tipo de Casais entram nesta roleta russa?

1º Os casais de namorados (…)!


Namoram, mas no fundo, ou bem às claras, não há compromisso duradouro. Ao surgir a oportunidade de beijar outra boca e tranzar com outra pessoa, basta a “desculpa” do Vale Night para que, com o concentimento de ambos (regra para que o vale night seja adquirido), cada qual se torne “solteiro por uma noite”. Como acreditar que esta pessoa te ama? Mas, se para estes casais o amor não é sinônimo de fidelidade… “Apertem os cintos: o Piloto sumiu!”

2º Os casais de namorados sérios!


Para estes, uma proposta como o Vale Night “cola”, na maioria das vezes por pressão dos “amigos” que desafiam os “comportadinhos” a arriscar, a sair da caretice… Que tristeza! Já não é fácil chegar ao casamento na fidelidade e ainda tem gente invejosa que quer destruir a felicidade dos bons casais de namorados. E lá vão os dois “com medo”, mas em nome do desafio, para o grande salto de sua vida amorosa, sem fronteiras, sem páraquedas!

E depois que a noite acabar? E depois do salto para a liberdade, sem fronteiras, sem limites? O que vai sentir o coração quando um olhar nos olhos do outro? Quais serão as primeiras palavras? Quais serão as proximas 1000 dúvidas que surgirão?

3° Os casais casados!


O mais triste da história… Aqueles que topam essa de primeira já destruiram seu casamento bem antes de conhecerem esta proposta diabólica. Diabólica porque é Satanás que odeia o amor, sobretudo o amor dos casados que publucamente e diante de Deus fizeram um concentimento mútuo de fidelidade e amor… É justamente com o concentimento de ambos que o demônio quer tentar desfazer, separar o que Deus uniu!

Alguém poderia dizer: É só por uma noite! Mas eu digo, eu não, Cristo Diz: “O que Deus uniu, o homem não separe!”

Sem falar no perigo das doenças, dos assaltos e de outros tipos de violências… E o que dizer da vida dos dois? Depois da noitada se solteiro(a), o que dizer deste casamento? O que aconteceu com o amor? Onde o crucificaram? E quem diz que o amor conjugal está como antes, se engana a respeito do amor… Não o conhece e o confunde com carícias e carências, com sexo e bem estar… Mas nesse amor não há ligar para a fidelidade e para a verdade, para a entrega e o sacrifício (pelo outro e não do outro), não há lugar para a paciencia e a esperança. Desculpe, se for assim, você não sabe o que é o amor, e será fácil cair numa furada dessas…

Graças à Deus não é a maioria dos casais, seja de namorados, noivos ou casados, que entram nesta “roleta russa”. A maioria do nosso povo tem moral Cristã, a maioria do nosso povo aprova a castidade, ainda que peque contra a castidade. A maioria de nós Brasileiros é a favor da fidelidade, ainda que tenha momentos de infidlidade, ainda que assista e até aplauda algumas estrelas que dão um verdadeiros espetáculo de infidelidade… A maioria dos brasileiros é contra o aborto, ainda que nossos representantes se lixem para o que queremos e pensamos…

Onde estão as vozes desses brasileiros?

Se quiser, deixe seu comentário.

Anúncios