Aprendendo sobre fertilidade na adolescência

O Método Billings pode ser aplicado não somente para os casais mas, para as meninas que estão no despertar de sua sexualidade.  Se todas as moças ainda muito novas soubessem como funciona o seu ciclo, muitos constrangimentos, e  gravidez indesejada seriam evitados.

“Nosso corpo é templo do Espírito Santo”, então não dá para sair por aí se oferecendo a um ou a outro como se seus valores não mais existissem…  Infelizmente há muitas famílias que não sabem falar sobre a sexualidade com seus filhos, não existe esta abertura.   Porém ainda há tempo.  Se sua filha é uma jovem entrando para a maturidade,  mesmo uma adolencente, fale para ela dos valores cristãos.

Deus a criou com seus ovários contendo cada um mais ou menos cerca de meio milhão de folículos que são esferas de células contendo todos os óvulos que serão soltos durante sua vida fértil, que maravilha!

Apenas trezentos a quinhentos deles se desenvolverão em óvulos maduros.  Outros folículos degeneram antes do desenvolvimento, muito antes da puberdade.  Cada “moça” tem seu próprio relógio biológico, localizado no cérebro, que inicia seus cilclos menstruais.  Na puberdade, geralmente entre a idade de 11 a 14 anos em moças, a glândula pituitária localizada na base do cérebro, influenciada pelo relógio, manda sinais aos ovários para começarem a produção do hormônio estradiol, em quantidade suficiente para causar engrandecimento dos seios, maturação dos órgãos sexuais e mudanças emocionais.  Ocorrem mudanças também no útero, o que torna possível a menstruação.

Tudo isso, nossas “mocinhas” precisam saber e, sabendo precisam se precaver, pois nesse tempo os hormônios estão preparando o sistema reprodutor, para ser fertilizado mais tarde.

No princípio haverá presença de muco pegajoso ou flocoso vindo da vagina, se o muco for tipo fértil, numa relação sexual poderá ocorrer uma gravidez indesejada, e aqui está a causa de tantos desajustes familiares.

Sexo seguro é sexo dentro do casamento.  Muitas pessoas, sobretudo jovens e adolescentes sofrem e consequentemente  seus filhos, por falta de uma educação sexual.  Esta educação precisa e deve começar em casa.  Os pais tem um grande papel nessa formação.  Nadando contra a correnteza deste mundo onde tudo é muito fácil, é preciso que cada cristão, mostre com a vida, que é diferente, e que educar um filho (a) na fé, na integridade não é caretiçe, é pelo contrário, um ato de louvor a Deus.

Não tenha vergonha de instruir seu filho, ou sua filha, mostrando os desafios, mas também, os frutos de uma família casta e santa que já está surgindo.  Se você não falar, eles buscarão informações distorcidas na mundo onde tudo é muito comum.

“Nós, porém não somos deste mundo, somos cidadãos do Céu”.

Com carinho e orações.

Maria Rosângela – Missionária da Canção Nova

Anúncios

Meu bebê – O Milagre da Vida!

Na última gestação de Gianna, aos 39 anos de idade, descobriu que tinha um fibroma no útero. Três opções lhe foram apresentadas naquele momento: retirar o útero doente, o que ocasionaria a morte da criança, abortar o feto, ou mais arriscada, submeter-se a uma cirurgia de risco e preservar a gravidez. Não hesitou! Disse: “Salvem a criança, pois tem o direito de viver e ser feliz!” Submeteu-se a cirurgia no dia 06 de setembro de 1961.

Em 21 de abril de 1962, nasceu Gianna Emanuela, a quem teve por breves instantes em seus braços. Sempre afirmou: “Entre a minha vida e a do meu filho, salvem a criança! “Entrou para o céu no dia 28 de Abril de 1962.

O milagre da beatificação aconteceu no Brasil, em 1977, na cidade de Grajaú, no Maranhão. Uma jovem protestante de nome Lúcia Silva Cirilo, que havia dado á luz uma criança morta e que ficou curada. Gianna foi beatificada em 24 de abril de 1994 e a canonização se deu no dia 16 de maio de 2004.

O milagre que levou à sua canonização foi experimentado por Elisabete Comparini Arcolino, casada com Carlos César Arcolino, ambos da Diocese de Franca SP, quando, no início do ano 2000, o quarto bebê que havia concebido começou a ter sérios problemas, tendo, no terceiro mês, a jovem mãe perdido totalmente o líquido amniótico. A intercessão de Santa Gianna foi pedida, ainda no hospital, na presença do Bispo de Franca, Dom Diógenes Mathes. Face à negativa do aborto e à intercessão de Santa Gianna, após uma gravidez sem a presença do líquido amniótico; sem explicação científica, no dia 31 de maio nasceu Gianna Maria, nome que foi dado em homenagem àquela médica e mãe heróica que, no seu desejo de missão, mesmo sem ter podido sair de sua terra natal, realizou seus dois milagres na terra missionária, o Brasil.


Tendo recebido muitos pedidos de oração, de mulheres que estão passando por dificuldades na sua gestação escrevo aqui a Novena da querida Santa Gianna.

Venerada nos altares reconhecida pela Igreja.

Mãe, médica, esposa, temente a Deus. Ainda noiva com Pedro Mola, escreveu: “Quero formar uma família verdadeiramente cristã; um pequeno cenáculo onde o Senhor reine nos nossos corações , ilumine as nossas decisões, guie os nossos programas”.  A vontade de Deus para todos aqueles que querem casar-se é educar os seus filhos na fé.

Não nos falta intercessores no céu para rogar ao Pai por nós, por isso não desista de rezar e confiar.  Se preciso for, dar a vida pela salvação daqueles que tanto amamos a exemplo de Santa Gianna.

Novena à Santa Gianna Beretta Molla

Patrona da Pastoral Familiar em Defesa da Vida

Ó Deus, amante da vida, que doaste a Santa Gianna responder à vocação de esposa e de mãe, concede também a nós, por intercessão dela, a graça (…faça o pedido…) e também seguir fielmente os teus desígnios, a fim de que resplandeça sempre nas nossas famílias e graça que consagra o amor eterno e a vida humana. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Teu Filho, que é a Deus, e vive e reina contigo na unidade do Espírito Santo. Amém.

Santa Gianna, rogai por nós!

Jesus, Maria, José, nossa Família Vossa é!

Rezar: 3 Pai-Nosso, 3 Ave-maria e 3 Glória ao Pai, todos os dias da Novena.